subscrever o vídeo do dia aeiou:
subscrição efectuada.
  • UMBANDA CABANA DE MAMAE OXUM BOIADEIRO DE MINAS (PARTE 5).wmv

    teste
    FAVORITO
    3.00/5
    Partilha no teu site ou blog:

    Em virtude das influências dos rituais africanos, mais especificamente do Candomblé, muitos associam a manifestação do Povo da Bahia com a manifestação dos Boiadeiros. Os boiadeiros no ritual do Candomblé representam a palavra do Orixá, que não fala em sua manifestação e participa das danças em ocasiões especiais com o nome de xirê. Cabe aos boiadeiros e êres (crianças), trazer os recados dos Orixás, e auxiliar na execução de diversos rituais de purificação. Também auxiliam os Orixás, no atendimento de pessoas necessitadas do auxílio espiritual ou temporal. Geralmente são espíritos que se apresentam com forte sotaque baiano ou nordestino, e se paramentam com roupas de couro que os sertanejos usam nas caatingas do nordeste. Baiano de mococa não come jacá de jeito nenhum gosta de cocô banana,imbu mamão, manga, maça, uvas roxas, rapadura,ameixa,amendoim, nózis, castanha de caju, jenipapo, acarajé, feijão fradinho, farinha de muinho cuscuz, mingauzú ,tapioca, leite de cocô com catuaba, água de cocô ekilibrada com aguardente responde na linha oxalá que com o qual come aira mas foi de oxalá de quem o senhor baiano de mococa herdou o enredo de ter duas familias como costa no fundamento do baiano de mococa uma família em minas gerais e outra na Bahia na cabana de mamãe oxum o Povo da Bahia, tanto é a manifestação de espíritos nordestinos (entidades femininas e masculinas) ou como os boiadeiros do Candomblé, e também pode se referir aos Pretos Velhos da Bahia (entidades femininas e masculinas)
    .Baiano de mococa é citado ainda em seus fundamentos que o mesmo era mascate isto facilitou para que ele se casa se duas vezis ,ele é envocado nas curas e quando o cultuamos o saudamos da seguinte
    maneira.
    Zelar pelos atabaques.
    Cuidar e guardar sempre em lugar de fácil acesso os equipamentos de manutenção dos atabaques.
    Acender vela, e dar água para os atabaques antes de iniciar os trabalhos. Nos términos dos trabalhos, guardar os atabaques cobrindo os com seus devidos aiás cumprimentar os atabaques ao por e ao retirar os ditos aias, afinal os atabaques são os principais instrumento para chamarmos nossos Orixás e nossas queridas entidades espirituais. O atabaque só poderá ser tocado pelos Ogãs e pessoas habilitadas desde que autorizadas pelo Babalaô.
    Ogã Calofé É o responsável por toda a corimba à ser puxada no terreiro, é também quem ensina os toques de atabaques. Só existe um Ogã Calofé em cada terreiro sendo este responsável, abaixo da Mãe pequena, pelo desenvolvimento do Pé de Dança, preparado especificamente para isto
    Ogã Alabê Ogãs que tocam atabaques, também chamados de “Ogã de couro”, subordinados ao Ogã Calofé.
    Ogã Alabê preparado, exclusiva- mente para a puxada da Corimba
    Ogã-de-Corimba ou Ogã-de-Canto este é preparado, exclusivamente para a puxada da Corimba (Pontos Cantados), respondendo diretamente ao Ogã Calofé, à Mãe Pequena, ou em última instância, ao Chefe do Terreiro
    Pejigã Ogã responsável pêlos cuidados com o orixá do peji (quarto de santo). É ele quem verifica, juntamente com a iakekerê, se tudo está em ordem no peji
    Axogun, Ogã-de-Faca ou Mão-de-Faca Ogã responsável pelo sacrifício dos animais aos orixás, preparado especialmente para efetuar toda e qualquer matança de animais, (muito usado em Nação). Existem Axoguns que só podem sacrificar animais de 2 patas.
    ogã mão-de-Ofá Ogã responsável por encontrar nos matos as folhas necessárias para os rituais e Pelo culto de Ossaim no terreiro. Preparado especialmente para fazer a Colheita e a quinagem (maceração) das ervas usadas, para Amacís, assim como para remédios e banhos de descarga.

  • portal aeiou.pt

    Chat Bla Bla

    mail grátis aeiou    zap aeiou

  • Área Pessoal