subscrever o vídeo do dia aeiou:
subscrição efectuada.
  • Documentário sobre o abate de cavalos no Brasil e no México – GAIA

    teste
    FAVORITO
    3.00/5
    Partilha no teu site ou blog:

    Video documentário da GAIA sobre a importação de “carne” de cavalo pela Bélgica. Este país é responsável pela importação de 70% da “carne” dos cavalos abatidos no México e no Brasil.
    O video nos traz cenas filmadas no Brasil, onde se vê os empregados dos matadouros falando em português e o tratamento que dispensam aos animais antes do abate.
    Descreve igualmente as condições a que são submetidos: desidratação, transporte por longas distâncias, chutes, espancamento e o terror destes animais ao tentar resistir ao embarque forçado no transporte para os matadouros.
    Em matéria até aqui desapercebida pela maioria dos ativistas dos direitos animais no Brasil, publicada no Globo Rural (parte do sistema de Desinformação da Rede Zumbi), em 11 de março último.
    Nesta publicação somos informados que:
    “Na última quarta-feira (6/3), o frigorífico Prosperidad S.A., do Uruguai, anunciou que no máximo até junho vai reabrir sua unidade localizada em Araguari, no Triângulo Mineiro. No local, deve ser feito o abate de até mil cavalos por dia, sendo toda a produção destinada a países europeus, principalmente Bélgica e Holanda, além de África do Sul e Japão.
    A fábrica tinha sido fechada em setembro do ano passado após focos da doença de mormo serem detectados no Parque de Exposições de Araguari, a apenas quatro quilômetros do frigorífico. Uma norma da União Europeia não permite focos da doença a menos de 10 quilômetros do local do abate. A empresa resolveu, então, encerrar as operações, mas agora, com a situação controlada, a unidade será reaberta. “
    Ou seja, a partir de junho cerca de 1 mil cavalos/dia a mais, serão abatidos para o consumo de sua “carne” exportada para outros países.

    Sim, a mais: há registros no SIF de quatro estabelecimentos de abate de cavalos no Brasil, dos quais dois continuam em funcionamento.
    Hoje, cerca 2.375.961 quilos de “carne de cavalo” são” produzidos” anualmente. Existem informações de que esta “produção” já teria sido de 13.101,952 quilos em 2007.
    Leia:
    http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI332983-18530,00-CARNE+DE+CAVALO+MESMO+COM+POLEMICA+FRIGORIFICO+URUGUAIO+INVESTE+NA+PRODUCAO.html

    A quantas VIDAS ARRANCADAS este “quilos” correspondem?
    Esta é uma informação que a matéria não nos oferece.
    O que nos é dito é que, apesar da forte objeção interna e internacional, o frigorífico uruguaio, que já ” já vinha processando em média 680 toneladas de carne de cavalo antes de fechar”, reabre para “negócios” com muito “otimismo e até sinalizaram a possibilidade de contratação de 300 funcionários.”
    Permitam-me contar a estória agora pelo início, para depois fechar o círculo, em que a cobra morde o rabo.

    Em fevereiro de 2013, a TV ZUMBI, em sua programação aparvalhante de domingo, conhecida como “Fantástico”, o Show da Ignorância e da Manipulação da Opinião Pública, brincou a sua audiência com matéria levado ao ar em que promovia a “carne de cavalo” como uma iguaria.
    Longe de mim ter assistido, pois há mais de uma década, minha televisão, que assisto pouquíssimo, não sintonizou uma única vez neste canal.
    Tive notícias de que a matéria provocou impacto fortemente negativo sobre a audiência, com muitos protestos, e o único acesso direto que tive ao “conteúdo” daquele programa foi a postagem feita no site do G1:
    http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/02/brasileiros-experimentam-e-aprovam-carne-de-cavalo.html
    (O próprio título parece-me, menos uma provocação, e mais uma tentativa de sugestão hipnótica).
    A pedidos de amigos da página do Cadeia para quem Maltrata os Animais, escrevi em 25 de fevereiro uma Nota de Repúdio caracterizando a posição oficial de nossa página no Facebook, postada em:
    http://contatoanimal.blogspot.com.br/2013/04/rede-globo-e-suas-relacoes-estreitas.html
    Por favor, acesse o texto na íntegra.

Comentários

A preparar comentários...
  • portal aeiou.pt

    Chat Bla Bla

    mail grátis aeiou    zap aeiou

  • Área Pessoal